"Se eu chorar, não me faça muitas perguntas, não precisa nem secar minhas lágrimas. Só me diz que você continuará comigo pra tudo, que tenho teu colo e teu carinho. E ainda que te doa me ver assim, me envolva nos teus braços e diga que eu posso chorar, mas que você não sairá dali enquanto eu não sorrir. Porque é isso que nos importa, não é? O sorriso um do outro." — Caio F. Abreu. (via 0bjetividade)

(Source: fazamulekafeliz, via 0bjetividade)


5 hours ago / 21,582 notes / © fazamulekafeliz / Reblog

"Acho que nós chegamos no ponto final. A partir de agora somos eu e você, nunca mais nós. Eu posso dizer que esse ponto ainda pode virar reticência, que eu e você ainda pode se tornar nós, mas não. Você sabe que não. O vizinho da frente sabe que não. A moça da padaria sabe que não. Até o cachorro da tua avó sabe que não. E agora que todo mundo sabe que não, eu posso te contar algumas coisinhas. Eu nunca te falei porque eu sempre fugia dos teus sinais, dos teus olhares e das tuas mãos né? Lá vai. Eu sabia que você era encrenca desde a primeira vez que te vi, desde o primeiro oi, desde o primeiro sorriso. E eu não sei porque, mas depois de você, eu me tornei um imã que só sabia atrair problema, ou melhor, atrair você. E mesmo assim eu quis acreditar que a gente podia dar certo. E acreditei. Apostei todas as minhas fichas na gente. Até ontem. Até conseguir repetir em voz alta que além de ser um problema, você não prestava. Porque você é aquele problema sem solução e que eu não estou disposta a passar a vida toda tentando resolver. Porque eu não posso sentir uma galáxia inteira por você enquanto você só sente um mundo por mim. Eu não posso sentir tanto enquanto você não sente metade disso. Eu não posso amar por nós dois enquanto você não ama nem por você. Não posso. Eu nunca vou te fazer mudar e agora aceito isso. Então, quando você perceber o que perdeu, não vem atrás de mim não, não precisa se cansar por causa do nosso ex quase amor, é tarde demais pra isso." — T. (entstehen)

(via entstehen)


5 hours ago / 76 notes / © entstehen / Reblog

(Source: weheartit.com, via maktubie)


5 hours ago / 1,158 notes / © realizes / Reblog

(via insexs)


5 hours ago / 103,939 notes / © permeate / Reblog

(Source: spiritaminals, via esclare-sendo)


5 hours ago / 204,234 notes / © spiritaminals / Reblog

(via couple-platonic)


5 hours ago / 174,512 notes / © l0stkeys / Reblog

(via insexs)



Um copo de coca-cola ao acordar, 6 xícaras de café, uma torrada com manteiga, meio omelete, um gosto esquisito na boca e a sensação de não estar realmente acordado.
Se seu dia começa assim, ele provavelmente nunca terminará. Pelo menos era a impressão que dava. Ou a impressão que ainda dá. A impressão que o dia não acaba nunca. Que o ano passa num dia só, um dia muito longo e você com a sensação de não estar exatamente acordado. De repente tudo está amortecido. Você não percebe quando começa, e não tem previsão de quando termina. O tempo passa de forma peculiar. Você vê o sol nascer. E vê o sol nascer de novo. E vê o sol nascer de novo, e vê o sol nascer de novo.


theme / adapted / inspired
Não copie! (c)