(Source: prometyda, via moan-s)


6 days ago / 134,574 notes / © prometyda / Reblog

(Source: nicholasmax, via caos-a-vontade)


6 days ago / 79,328 notes / © nicholasmax / Reblog

(via caos-a-vontade)


6 days ago / 11,313 notes / © c-a-n-a-r-i-o / Reblog

(via caos-a-vontade)


6 days ago / 8,666 notes / © a-interrogada / Reblog

"Acordei sorrindo e me vieram todas as lembranças felizes que vivemos juntos, me lembrei de todas as madrugadas que eu chorava sentindo a sua falta. Talvez não éramos para dar certo, foi apenas uma boa experiência. E com o tempo eu percebo que sou feliz com outras pessoas… Parei de sofrer por quem nunca se importou com o que eu sentia. Melhor sorrir com quem me faz bem, do que chorar por alguém que se foi sem ao menos dizer adeus." — Laís Vieira e Gabriel Britto. (via lettres-a-paris)

(Source: abusar, via lettres-a-paris)


6 days ago / 2,554 notes / © abusar / Reblog

"Rimas. Ri mais? Rir, mas de quê? Talvez um quê de queijo, um bê de beijo. Beijo vai, mas bem jovem. Então vem! Nu mesmo, vem nuvem, vem. Mas vem sem. Sem vergonha, sem pudor, sem graça, sem açúcar e sentimento. Se sentir, não vou deixá-lo ir. Sem ir, sem ti, eu não vou a lugar nenhum, nem dois, nem três e nem quartos. Por que mentes? Ah, que mentes não sentiriam saudades doentes… Do ente querido, do ente que queria ter ido, do ente que quase foi. Ufa, e foi por pouco. Já anoiteceu. A noite teceu estrelas, estralos, entranhas e estranhos. A noite teceu trapézios trapezistas, trôpegos, traficantes, trapaceiros e tresloucados. Também temor. Ter amor, amoras, amantes, amarelos… Ah, não. Amá-los ou amar elos? Meio a meio, meio fio, meio feio, meio feito. Essa história meio fora de hora de novo? Sim. De novo, de novo e de manhã, de tarde, de velho, de ontem, de frente, defronte e de ré. Ré é renascer renascentista, iluminista, sulista, turista, budista, autista. Arista? Mundano! Mundo mudo muda mudas. Mudas de gente descrente, descontente, demente, indecente, decadente, ai! Dor de dente, dor de gente. E quem cura? Loucura." — Cinzentos.   (via frasesmalfeitas)

(via frasesmalfeitas)



Um copo de coca-cola ao acordar, 6 xícaras de café, uma torrada com manteiga, meio omelete, um gosto esquisito na boca e a sensação de não estar realmente acordado.
Se seu dia começa assim, ele provavelmente nunca terminará. Pelo menos era a impressão que dava. Ou a impressão que ainda dá. A impressão que o dia não acaba nunca. Que o ano passa num dia só, um dia muito longo e você com a sensação de não estar exatamente acordado. De repente tudo está amortecido. Você não percebe quando começa, e não tem previsão de quando termina. O tempo passa de forma peculiar. Você vê o sol nascer. E vê o sol nascer de novo. E vê o sol nascer de novo, e vê o sol nascer de novo.


theme / adapted / inspired
Não copie! (c)