(via cartasparajulieta)



"Eu estou vivendo de poesia
para curar minha alma vazia
que minha vida fico sem sua companhia." — C-ariciosa   (via clarifica-r)

(Source: c-ariciosa, via h-is)


1 week ago / 559 notes / © c-ariciosa / Reblog

"Esse meu cinismo é ficcional. Não sou nada disso. Esse meu orgulho, essa minha frieza, esse meu jeito seco e mórbido é só ostentação. Sou fraca e covarde, covarde de mais para demonstrar sentir qualquer coisa além de indiferença, mas eu sinto. Meus sentimentos me sufocam e degolam. Sinto de mais. Sinto até mais do que deveria sentir. Esse meu falso orgulho é muralha, não deixa críticas alheias me atingirem, mas elas não me protegem de meu interior e meu interior está passando por uma guerra civil. Olhe para mim com está mascara de quem não se importa com nada. Eu me importo. As pessoas pensam que não, que a muralha não pode ser arranhada e atiram sem pudor em minha direção, fazem buracos em mim, minha estrutura treme, as barreiras se rompem, meu interior fica alagado e meu exterior tão maltratado tapa os buracos e não deixa ninguém olhar para dentro. Todos se afastem. Sou uma fortaleza de um ser só. Por fora está tudo bem, mas aqui dentro tudo queima." — Nathalia Goulart. (via reclusivo)

(Source: goteira, via reclusivo)


1 week ago / 352 notes / © goteira / Reblog

(Source: xabbak, via foda-se-mundo)


1 week ago / 29,680 notes / © xabbak / Reblog

(Source: rimandoceano, via foda-se-mundo)


1 week ago / 918 notes / © rimandoceano / Reblog

"De onde vem a calma daquele cara? Ele não sabe ser melhor, viu? Como não entende de ser valente. Ele não sabe ser mais viril. Ele não sabe não, viu? E as vezes dá como um frio. É o mundo que anda hostil. O mundo todo hostil. De onde vem o jeito tão sem defeito. Que esse rapaz consegue fingir? Olha esse sorriso tão indeciso. Tá se exibindo pra solidão. Não vão embora daqui. Eu sou o que vocês são. Não solta da minha mão. Não solta da minha mão. Eu não vou mudar não. Eu vou ficar são. Mesmo se for só, não vou ceder. Deus vai dar aval sim. O mal vai ter fim. E no final, assim calado." — Los Hermanos. (via reclusivo)

(Source: sufixal, via reclusivo)


1 week ago / 1,942 notes / © sufixal / Reblog

(Source: estilo-instagram, via foda-se-mundo)


1 week ago / 14,780 notes / © estilo-instagram / Reblog

Um copo de coca-cola ao acordar, 6 xícaras de café, uma torrada com manteiga, meio omelete, um gosto esquisito na boca e a sensação de não estar realmente acordado.
Se seu dia começa assim, ele provavelmente nunca terminará. Pelo menos era a impressão que dava. Ou a impressão que ainda dá. A impressão que o dia não acaba nunca. Que o ano passa num dia só, um dia muito longo e você com a sensação de não estar exatamente acordado. De repente tudo está amortecido. Você não percebe quando começa, e não tem previsão de quando termina. O tempo passa de forma peculiar. Você vê o sol nascer. E vê o sol nascer de novo. E vê o sol nascer de novo, e vê o sol nascer de novo.


theme / adapted / inspired
Não copie! (c)